Você sabe a diferença entre Business Inteligence e Data Analytics?

Postado em: 6 de outubro de 2016 - Por: Infolink

BI.jpgConforme o volume de informação nas organizações cresce e o número de clientes e interações com ela em diversos níveis se expande a níveis mais difíceis de controlar somente com recursos convencionais, novos termos surgem no universo dos negócios e da TI, como BI (Business Intelligence) e Data Analytics.

Ambos representam formas de gerar inteligência competitiva a partir de dados coletados e passam, aos poucos, a fazer parte do vocabulário e do dia a dia de companhias de praticamente todos os portes e ramos.

No entanto, ainda que trabalhem sob premissas de origem similar, estas expressões não significam, necessariamente, esforços iguais.

Business Intelligence e Data Analytics são duas práticas importantes que convergem para o mesmo objetivo, mas que, individualmente, são distintas. Na verdade, há quem diga que se complementam.

Que elas ajudam na gestão, na performance e até mesmo na redução de custos, não há dúvidas. Mas sendo diferentes, o que mais fazem pela empresa?

Acompanhe nosso artigo e descubra as peculiaridades de cada uma dessas práticas e como elas podem auxiliar os negócios, separadamente ou em conjunto!

O que é Business Intelligence?

Business Intelligence ou Inteligência de Negócios, em uma tradução ao pé da letra, é uma prática que busca utilizar ferramentas de tecnologia para permitir a tomada de decisões mais certeiras com base em dados mensuráveis.

Tais informações, contudo, podem vir de diversos sistemas de informação e se reunir em uma única base, que será segmentada e analisada com precisão para apontar alternativas mais vantajosas ou viáveis ao crescimento da empresa de, forma sustentável.

Logo, os dados, aqui, têm uma função de apoiar a gestão dos negócios após serem processados e avaliados.

Outro ponto importante no que diz respeito ao conceito de Business Intelligence é que ele apoia a chamada Gestão do Conhecimento na empresa (ou Knowledge Management) que transforma, primeiro, dados brutos em informação, esta em conhecimento e ele em ação.

Proveniente, por exemplo, de um potente banco de dados que trabalhe com atualizações em tempo real e sistema eficaz de gestão deste verdadeiro “ativo digital” (a propriedade intelectual da empresa), o BI se transforma em indicadores valiosos para as ações e otimização de recursos da companhia.

Junto ao know-how de gestores ou especialistas, a prática permite a elaboração de estratégias e metas para continuidade de um plano de negócios mais ajustado em períodos futuros da empresa.

BI, por fim, possibilita identificar tendências e adaptar processos, produtos e serviços da companhia para acompanhar a evolução dos negócios e preferências dos clientes, antecipar-se aos riscos e tomar precauções, compartilhar informações de maneira estratégica no ambiente empresarial e preparar setores para novos desafios.

E, afinal, o que é Data Analytics?

Como são apresentados frequentemente em conjunto, muitos gestores acreditam, de forma equivocada, que os BI e Data Analytics sejam a mesma coisa, o que não corresponde à realidade.

Ainda que haja convergência, é importante entender os detalhes que modificam a forma de trabalhar com base em um banco de dados, transformando-o em informações, o que, na verdade, é mais o papel do Analytics.

Enquanto o BI se foca em uma questão mais estratégica (transformar em ação, com base no que foi levantado), analisando um conjunto de indicadores para tentar definir rumos mais certeiros para a companhia e melhorar os resultados, o Data Analytics (embora com um fundo igualmente estratégico) se pauta mais em análises “peculiares” aprofundadas.

Isto ajuda a investigar mais a fundo alguns pontos cruciais de determinada situação, quando se precisa conhecê-la mais de perto ou com maior riqueza de detalhes, podendo alterar todo o sentido de um contexto baseado em dados.

Data Analytics, portanto, poderá rastrear padrões comportamentais, identificar os mais complexos separadamente e cruzar aqueles que se relacionam, de certa forma, em determinado evento por meio de ferramentas minuciosas que podem ser implementadas junto a uma infraestrutura condizente.

Na verdade, o Business Intelligence pode precisar de Data Analytics em boa parte dos processos para chegar a conclusões mais elaboradas dentro de um planejamento estratégico mais amplo.

Da mesma forma, o Data Analytics dependerá de um plano maior executado com base em Business Intelligence para transformar todo o trabalho de análise em algo que não fique somente nas estatísticas, mas que parta para ação e agregue valor ao negócio, de fato.

E onde está o segredo de tudo isto?

No banco de dados, é claro. Se tanto Business Intelligence quanto Data Analytics precisam de informações para acontecer, sua empresa só conseguirá utilizar estes conceitos se tiver um bom recurso que acomode os dados e permita boa disponibilidade para que as interpretações e análises se sucedam.

Não é à toa que estimativas apontam que o mercado de Big Data e Analytics movimentará US$ 187 bilhões em 2019, considerando que as estimativas do Gartner apontam movimento de US$ 16,9 bilhões em 2016.

Cada vez mais as empresas notam a importância de trabalhar com ferramentas capazes de gerar competitividade: e elas necessitaram de boa infraestrutura.

Ainda segundo o Gartner, a receita de Business Intelligence e Analytics terá crescido 5,2% até o final deste ano, corroborando a ideia de que será necessário dar mais atenção ao tratamento dos dados para que se tenha maior sucesso.

Quanto mais precisas as observações forem e maiores insights de negócio levantarem em tempo hábil, mais chance as empresas vão encontrar de sempre criar diferenciais em relação aos concorrentes, utilizando a base de dados de clientes, por exemplo, para desenvolver desde campanhas mais eficazes até produtos mais adequados que atendam a demandas específicas do mercado.

E então, você sabia destas diferenças entre Business Intelligence e Data Analytics? Consegue entender agora como eles podem, cada uma com suas especificidades, fazer mais pelo seu negócio?

Sua empresa já tem um banco de dados bem gerenciado que dê suporte a tais operações e a seus projetos de BI? Conheça uma de nossas melhores opções e garanta já o que sua empresa precisa para ser mais competitiva neste sentido.

Leia também