Saiba quando sua empresa deve começar a utilizar a Nuvem Híbrida

Postado em: 29 de julho de 2016 - Por: Infolink

Quando sua empresa deve utilizar a nuvem híbrida

As soluções em nuvem têm se tornado opções cada vez mais frequentes no ambiente de TI das empresas que, aos poucos, passam a enxergar os inúmeros benefícios de migrar ao menos uma parte de sua estrutura para este tipo de ambiente virtual, que traz maior segurança, escalabilidade, mobilidade e integração entre equipes e departamentos, otimizando custos e resultados.

Pesquisas apontam, inclusive, que 81% das empresas pretendem adotar a nuvem híbrida em 2016.

No entanto, alguns gestores ainda enfrentam muitas dúvidas na hora de escolher pelo melhor caminho na adoção desta tecnologia. Ainda que estejam esclarecidos a respeito das vantagens de utilizar computação na nuvem, é provável que não compreendam bem as diferenças entre nuvem pública e híbrida, ou até mesmo a possibilidade de utilizá-las em conjunto para atender melhor às necessidades da empresa.

Pensando nisto, criamos este post para ajudá-lo a entender o que é uma nuvem híbrida e a identificar quando a sua empresa deve começar a utilizá-la, apontando os benefícios que ela traz ao negócio, tanto em termos de produtividade quanto de impacto financeiro.

#1 Crescimento sob demanda e segurança

Se sua infraestrutura precisa crescer, mas há ressalvas quanto ao custo, este é o primeiro ponto que deve ser analisado.

O entendimento das necessidades até a migração compreende etapas de conhecer as limitações e vulnerabilidades da infraestrutura atual, reconhecer os diferenciais e partir para soluções mais escaláveis.

Uma nuvem híbrida é, na verdade, o momento em que a nuvem pública (que pode já ser usada em sua empresa atualmente) se integra a uma rede privada.

 

nuvem_hibrida_reduz_custo_ti

 

É natural que, com a expansão dos negócios, o volume de informações cresça e também os dados que necessitem de maior segurança. A nuvem híbrida pode ampliar os negócios, garantindo este equilíbrio na medida em que permite investimentos mais ajustados, fazendo a estrutura crescer sob demanda, oferecendo maior elasticidade e assegurando a manipulação de dados com maior confiança, por apresentar flexibilidade entre os dois tipos.

Desta forma, nesta composição de dois modelos você tem espaços que podem permitir maior compartilhamento e, ao mesmo tempo, ambientes que possibilitam armazenamento local para dados mais sensíveis, que precisam de proteção ainda maior.

Assim, a empresa tem mais autonomia para decidir como operar e classificar estes dados, garantindo a redução de riscos.

#2 Previsibilidade de custos

Uma nuvem híbrida pode ajudar a empresa também a vencer o desafio de prover uma estrutura apropriada para o tamanho de sua operação, reduzindo custos desnecessários com equipamentos ou servidores parados e máquinas compradas com a finalidade de acompanhar o crescimento da infraestrutura de TI da empresa com o tempo, mas que correm o risco de ficar obsoletas.

Com ela, a previsibilidade de custos é maior, pois praticamente você paga somente por aquilo que usa.

Inserida em um contexto de Cloud Server, segundo análises do McKinsey e da EMC, a nuvem híbrida pode reduzir gastos operacionais de TI em até 24% ao permitir melhor gerenciamento, inclusive de recursos, como hardware, Telecom e instalações que podem ser economizadas ou até mesmo “aposentadas” se estiverem em desuso.

#3 Fator produtividade

Outro benefício vai para as equipes. Se sua empresa estiver com dificuldades em otimizar o rendimento e lidar com rotinas cada vez mais dinâmicas de trabalho, a nuvem híbrida se constitui em vantagem.

Ela contribui para maior performance dos setores, pois comporta aplicações de alto desempenho e grande volume de tráfego, permitindo a execução de tarefas mais rápidas e o tratamento mais eficaz de dados.

A nuvem híbrida oferece uma plataforma ágil para cargas maiores de serviço e, além disto, o recurso hot add, que pode ser inserido num Data Center Virtual operante em nuvem, permite o aumento de memória, por exemplo, com as máquinas ligadas e trabalhando, o que evita paradas e atrasos nas entregas das equipes.

Com menos interrupções, há menor perda de produtividade, alocando ou reduzindo recursos sem downtime e paralisações.

#4 Questões de gerenciamento

Você pode não imaginar, mas o uso de nuvem híbrida facilita até mesmo a resolução de problemas envolvendo o gerenciamento de softwares e os custos que isto vem gerando para sua empresa.

Softwares adquiridos, que às vezes não são agregados às operações ou que têm licenças vencidas, podem representar um enorme gasto para a empresa, sem que ela extraia disso os benefícios que esperava.

Com a nuvem híbrida, a racionalização de seu software de gerenciamento de infraestrutura pode ser otimizada, permitindo o abandono de tudo o que for subutilizado ou que não agregue o suficiente para a operação a ponto de justificar sua permanência, proporcionando ganhos consideráveis em termos de licenças e manutenção de softwares e também viabilizando operações mais integradas, simplificadas e automatizadas, o que gera, inclusive, maior tempo para focar no que é estratégico para o negócio.

#5 Burocracia x rapidez

Toda vez que um recurso novo precisar ser adicionado ou algo modificado, pode haver burocracias e demora em centros de dados tradicionais, que chegam a levar meses para definir qual o melhor fornecedor, o preço e as formas de instalação. Com a nuvem híbrida, esta realidade muda, pois é possível expandir ou diminuir os recursos com muito mais rapidez. Ou seja, a resposta às alterações do mercado é mais rápida e contínua.

Outro ponto positivo de utilizar o recurso híbrido, por fim, é a versatilidade que esta hospedagem em nuvem oferece à empresa.

Ao contrário da nuvem pública ou servidores compartilhados, ela dá mais liberdade para que os clientes possam instalar aplicações e conduzir serviços (como ERPs e plataformas de gestão) que sejam executados dentro de um servidor dedicado sem as limitações impostas por hardwares ou espaços não privados.

O resultado disto é que você consegue trazer suas próprias ferramentas ou licenças para a nuvem híbrida com mais facilidade e também configurar serviços de rede a partir de um roteador integrado, simplificando todo o processo de migração necessário, e fazendo a empresa poupar em vários sentidos (esforços, tempo e dinheiro), além de aumentar a qualidade e satisfação nas operações.

E então, você se identifica com algumas destas necessidades ou ainda tem dúvidas sobre a utilização de nuvem híbrida? Fale conosco!

nuvem_hibrida_reduz_custo_ti

Leia também