5 Benefícios para o negócio ao levar seu ERP para nuvem

Postado em: 14 de agosto de 2016 - Por: Infolink

saas-1.jpgSua empresa já adota Cloud Computing ou seus servidores ainda estão hospedados in loco? A verdade é que a onda da computação em nuvem deixou de ser uma tendência, e já é uma realidade que tem ganhado espaço em empresas de todos os tamanhos, e tem se tornado ainda mais forte com a popularização das soluções SaaS, principalmente com a adesão de diversos ERPs a este novo modelo.

O instituto IDC estima que o mercado de Cloud Computing deve faturar algo em torno de 107 bilhões de dólares em 2017, um crescimento de quase 300% em relação ao ano de 2013. Estes números servem para comprovar o quanto a adesão a este tipo de solução tem ganhado espaço no mercado de TI.

Sua empresa já adota Cloud Computing ou seus servidores ainda estão hospedados in loco? A verdade é que a onda da computação em nuvem deixou de ser uma tendência, e já é uma realidade que tem ganhado espaço em empresas de todos os tamanhos e se tornado ainda mais forte com a popularização das soluções SaaS, principalmente com a adesão de diversos ERPs a este novo modelo.

O instituto IDC estima que o mercado de Cloud Computing deve faturar algo em torno de 107 bilhões de dólares em 2017, um crescimento de quase 300% em relação ao ano de 2013. Estes números servem para comprovar o quanto a adesão a este tipo de solução tem ganhado espaço no mercado de TI.

O que é SaaS e qual seu papel

Atualmente são diversas as soluções ofertadas em nuvem, mas o que ajudou este mercado a ter um crescimento tão expressivo foi a popularização do modelo SaaS (Software as a Service), adotado por soluções de ERP, CRM, plataformas de colaboração entre outras.

Basicamente, as soluções SaaS oferecem uma solução pronta na nuvem, sem necessidade de instalação de nenhum recurso na infraestrutura de TI dos seus clientes. Simplesmente, eles criam suas contas, fazem as parametrizações dos sistemas e seus usuários já podem utilizar a ferramenta no dia 1.

Por outro lado, uma solução SaaS pronta, como um ERP, pode engessar um pouco a utilização deste software, pois estes serviços costumam ser pouco customizáveis. Então, ao invés do ERP se adaptar ao negócio, o negócio precisa se adaptar ao ERP, o que nem sempre é uma boa escolha.

Data Center Virtual

Como uma melhor opção para a utilização de um ERP, uma empresa pode adotar um Data Center Virtual. Neste caso, ela tem os mesmos benefícios de uma plataforma SaaS em relação à infraestrutura de TI, mas com total controle sobre o ERP, mantendo-o customizado de acordo com as necessidades do negócio, e evitando o desgaste na migração de plataforma.

ERP em Cloud vs ERP Local

Vamos comparar, rapidamente, a utilização de um ERP em Cloud Computing, seja em um Data Center Virtual ou uma solução SaaS, com a instalação da mesma solução dentro do ambiente de TI da empresa  (ressaltando que esta mesma comparação vale para outros tipos de solução, além dos ERPs).

Necessidade de infraestrutura

Local: Um ERP local necessita de um ou mais servidores rodando dentro do ambiente de TI, e também é necessária a aquisição e instalação de um banco de dados, precisando de, pelo menos, mais um servidor. Estes precisam estar seguros, então é necessário, também, investir em soluções de backup e contingência.

Além disso, os equipamentos precisam ser renovados em média a cada 3 anos, ocupam espaço, consomem energia elétrica e, eventualmente, necessitam de suporte adicional.

Cloud: Um ERP hospedado na nuvem está operando em um data center seguro, dimensionado para este tipo de necessidade, e tem todas as exigências de segurança atendidas, como controle de acesso, redundância e backup. Ao adotar um ERP SaaS, a responsabilidade por atualização e renovação do hardware fica por conta do próprio fornecedor do ERP.

Tempo de implantação

Local: A implantação de um ERP local requer a visita de consultores especializados e pode demorar dias para instalação e configuração de todos os recursos, tanto do software quanto do banco de dados.

Cloud: No modelo SaaS, um ERP já está instalado, cabe aos gestores fazerem  as parametrizações básicas de qualquer ERP, como criação de usuários e definição de políticas de segurança, para  que todos tenham seu acesso disponível e a solução pode ser utilizada no primeiro dia.

Em um Data Center Virtual, parte do trabalho com dimensionamento da infraestrutura, instalação dos servidores e serviços de contingencia também pode ser poupado, de acordo com o fornecedor e plano contratado.

Necessidade de suporte Atualizações

Local: Todo ERP precisa de atualizações e, eventualmente, a necessidade de algum suporte especializado. Seja de uma equipe de TI interna ou terceirizada, este suporte demanda tempo e recursos financeiros.

Cloud: Em uma solução na nuvem, qualquer suporte é de responsabilidade do próprio fornecedor do serviço de Cloud Computing. Além disso, no modelo SaaS o software é atualizado automaticamente, sem necessidade de intervenção dos clientes, garantindo, assim, que a empresa utilize sempre a versão mais recente.

Investimento

Local: De um modo geral, um ERP local requer altos investimentos iniciais. Normalmente é preciso adquirir as licenças de banco de dados e da solução, além de arcar com um custo mensal para suporte e atualizações. Vale lembrar, também, dos investimentos necessários em hardware para comprar todos os servidores.

Cloud: Um ERP na nuvem exige apenas uma conexão confiável com a internet. Não há necessidade de aquisição de servidores ou melhoria de recurso para infraestrutura de TI.

Benefícios ao migrar o ERP para nuvem

Visto as diferenças entre as duas opções, listamos  5 benefícios que farão sua empresa migrar seu ERP para nuvem o quanto antes.

1 Baixo custo de investimento – Capex

Um dos indicadores mais importantes e atrativos para gestores é o baixo investimento inicial de uma solução de Cloud Computing. De um modo geral, os clientes não precisam fazer desembolsos iniciais (Capex), já que o modelo de cobrança dos serviços de nuvem costuma ser mensal e recorrente, de acordo com os recursos utilizados de cada solução.

2 Retorno imediato – ROI

Seguindo a linha do investimento, fica fácil justificar o retorno de uma solução em nuvem para o negócio. Em alguns casos, uma solução como essa corresponde a um valor mensal menor que os gastos atuais da empresa com suporte e atualização da atual solução.

De qualquer forma, mesmo que o valor mensal da hospedagem dos serviços na nuvem fique acima dos gastos atuais, ao considerar a necessidade de renovação e atualização de toda a infraestrutura pelo menos a cada 3 anos, a opção em cloud acaba ganhando e garantindo um retorno sobre investimento muito mais rápido.

3 Baixo custo de gestão

Enquanto softwares locais requerem atualizações e suporte constantes dos servidores, uma solução em nuvem não exige nenhum gasto nesse sentido. Dessa forma, a empresa pode trabalhar com uma equipe de TI mais enxuta e reduz a necessidade de contratação de terceiros.

4 Maior flexibilidade

Outra grande vantagem de se utilizar cloud computing para o ERP, e adorada por gestores de TI, é a flexibilidade no gerenciamento das soluções.

No ambiente local, o desempenho de uma solução fica restrito ao ambiente em que ela está instalada. Caso surja uma demanda em excesso não programada, a tendência é que os sistemas fiquem lentos e com risco de paradas, porque os servidores não estavam dimensionados para suportar esta nova carga de trabalho.

Uma solução na nuvem pode crescer automaticamente de acordo com a demanda. Imagine que o setor de marketing esteja lançando uma nova campanha, e diversos clientes decidam acessar o site da empresa ao mesmo tempo. Em um ambiente de cloud computing, os servidores são replicados automaticamente de acordo com a carga exigida, e depois são encerrados quando a demanda volta ao normal. Essa flexibilidade não compromete a funcionalidade nem a disponibilidade dos serviços.

5 Mais segurança

A segurança da informação é uma das maiores preocupações em um ambiente de TI, requer altos investimentos, mão de obra especializada e diversos cuidados na sua gestão.

Uma solução instalada em um ambiente de cloud computing de confiança terá todos os recursos de segurança disponíveis para evitar acessos indevidos ou a perda de informações.

Esses ambientes são construídos em datacenters de alta segurança, garantindo o acesso aos sistemas da empresa somente a pessoas autorizadas.

Considerações finais

Essa grande quantidade de benefícios tem feito com que grandes players de ERP e outras soluções migrem suas plataformas para uma oferta em cloud computing.

Como uma solução em nuvem praticamente não requer investimentos iniciais, a empresa pode utilizar estes recursos para investir em soluções estratégicas para o negócio. A equipe de TI também passa a ter um volume de trabalho muito menor a nível operacional, podendo focar suas atividades na busca por soluções que agreguem mais valor para a empresa, ajudando a torná-la mais competitiva.

Gostou deste artigo? Aproveite para conversar com nossos consultores sobre como sua empresa pode se tornar mais competitiva adotando uma solução em nuvem.

Leia também