4 aspectos importantes para escolher seu fornecedor de cloud computing

Postado em: 22 de agosto de 2016 - Por: Infolink

Cloud-computing.jpgSoluções em cloud têm despertado a atenção de muitas empresas que buscam formas eficientes de armazenar e manipular seus dados com maior flexibilidade, custo-benefício, controle e segurança.

Estima-se que, apesar da crise, o setor continue crescendo e que a modalidade IaaS (Infraestrutura como Serviço) seja a responsável por grande parte desta previsão.

Além disto, outras tecnologias – como PaaS, SaaS e até IoT – dependem, também, da nuvem para funcionar. Portanto, não dá para considerar um futuro – e até mesmo um presente – no qual a nuvem não faça parte de sua empresa!

No entanto, a escolha inteligente de um fornecedor de cloud é tão importante quanto a própria decisão de adotar esta tecnologia. Isto porque, alguns aspectos presentes – ou não – neste fornecedor serão fundamentais para garantir o sucesso nos resultados gerados com a mudança.

Para lhe ajudar na busca, elencamos, no post de hoje, 4 aspectos relevantes para escolher seu fornecedor, e que vão influenciar diretamente na eficácia da solução em atender as necessidades do seu negócio! Acompanhe:

#1 Analise o que sua empresa precisa

Normalmente, existem razões mais específicas pelas quais as empresas desejam migrar para a nuvem além do simples conceito de “modernidade” que a rodeia, e o fato de ela ser uma tendência em grande evidência para a TI das corporações.

As empresas, quando chegam ao ponto de decidir por esta solução, em geral, já entenderam que podem obter mais vantagens com seu uso, quer seja pelo fator disponibilidade da informação e produtividade, pela economia com hardwares e instalações físicas ou, ainda, pela aquisição de um diferencial competitivo com o ganho de agilidade.

Entretanto, antes de escolher o tipo de nuvem adequado para a sua empresa – visto que existe mais de uma opção – é preciso saber a sua real necessidade. Por exemplo, sua empresa não é obrigada a migrar totalmente para nuvem em um primeiro momento, principalmente se ela não estiver 100% preparada para isto.

Uma nuvem híbrida pode unir o melhor para a empresa em dois sentidos: juntar uma rede privada aos recursos que ela já utiliza, otimizando toda a infraestrutura.

Ou seja, se sua empresa não precisa passar todas as aplicações para a nuvem, não é necessário contratar maior espaço ou abrir mão do que já é adequado para ela, bastando escolher um fornecedor que permita migrar os serviços sob demanda.

Planejamento, a ajuda de um fornecedor que possa oferecer todo o suporte necessário para este tipo de migração, além de segurança, são itens indispensáveis. Planejar é essencial porque a empresa precisa identificar onde estão seus pontos sensíveis na gestão de dados e quais são as operações que requerem uma hospedagem diferenciada.

Avaliar antecipadamente, portanto, quais aplicações podem ou devem ser migradas para a nuvem é importante na hora em que for fechar um serviço com o fornecedor, pois assim, é possível escolher um pacote sob medida para o negócio e também optar por um servidor gerenciado de fora ou não.

#2 Escolha um fornecedor gabaritado

Após entender quais as reais necessidades de sua empresa, é hora de partir para a escolha do fornecedor propriamente dito.

Neste sentido, é imprescindível avaliar algumas questões: trajetória de mercado, parceiros e clientes, certificações, equipes de especialistas (sempre disponíveis) e serviços de TI que engloba.

Escolher um fornecedor que reúna vários pontos positivos nestes quesitos ajudará sua empresa a crescer com a adoção de nova tecnologia em cloud, otimizando o investimento e aumentando o retorno – que será questionado, provavelmente, pelo time financeiro.

Procurar por fornecedores que tenham parceiros reconhecidos é de extrema relevância, pois as plataformas e sistemas rodados nos serviços implantados vão depender, também, do desempenho destes aliados – a exemplo da VMWare, líder em virtualização no mercado.

#3 Verifique a disponibilidade de serviços complementares

Especificar serviços de segurança também é importante na escolha de um fornecedor de cloud.

Ainda que as soluções em nuvem já venham dotadas de bons mecanismos para proteção da informação gerenciada, a contratação de serviços adicionais, como camadas extras de segurança em hospedagem ou de restauração, pode fazer toda a diferença em determinadas situações nas quais a empresa pode enfrentar maior vulnerabilidade.

Tecnologias avançadas em firewalls, recuperação de dados, backup, detecção de instabilidades e redistribuição de carga (feita com a ajuda de softwares, por exemplo) são apenas algumas demonstrações de serviços que podem estar inclusos ou contratados no pacote para oferecer a infraestrutura mais segura possível.

#4 Analise o histórico do fornecedor

Bons fornecedores costumam ter cases de sucesso no portfólio, o que é importante porque demonstra experiência no mercado. O contentamento de outros usuários também conta na avaliação, pois em um caminho no qual cada empresa tem o plano ajustado conforme sua necessidade, o saldo positivo de atingir satisfação nos serviços prestados dá ao fornecedor propulsão e confiabilidade para continuar operando com alta capacidade.

A razão disto também está no fato de as empresas possuírem diferentes necessidades e, assim sendo, sempre que os consultores se deparam com a análise de uma infraestrutura para implementar novas soluções, têm contato, na prática, com tais especificidades, e aprendem a lidar melhor com elas.

Quanto mais clientes atendidos e mais cases formados, maior o know-how do fornecedor, o que proporciona segurança e confiança de que, no seu negócio, a transição para cloud vai ter o retorno esperado, como teve para outras empresas. Apontar cases de sucesso e se tornar um deles, inclusive, é um dos fatores que pode auxiliar sua empresa no desafio de provar o valor da TI para os negócios!

E você, já escolheu seu fornecedor de cloud computing? Ainda tem dúvidas? Fale conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também